Postagens

Mostrando postagens de 2016

Transição

Imagem
Eu não consulto oráculos para saber como será meu ano, eu faço o que precisa ser feito:entrego, confio, aceito e agradeço.
Aos que ficam, minha gratidão.Eu aceito que nem todos caminham no mesmo ritmo. Ou direção - diriam.

Enfim,Que Seja Puroem Propósito & em Vontadepois ASSIM É.
É assim que eu rezo.

ABRALAS

Imagem
ABRALAS


INTRODUÇÃO ABRALAS é um Deus dos Caminhos, uma divindade que trabalha como Facilitador de Fluxos e abrevia as burocracias da vida cotidiana, uma Chave Mestra por excelência. Também chamado de Abridor de Caminhos, um “Natura Solvente Universalis”, seu trabalho consiste em mobilizar situações complicadas ou inertes, ordenando-as e as fazendo fluir com maior naturalidade, alcançando o progresso inteligente da melhor forma possível. ABRALAS é um agente sintrópico do universo.
ETIMOLOGIA ABRALAS deriva de “Abre Alas”, uma expressão que define o carro principal que vai à frente de um bloco de Carnaval. Uma identidade lúdica e divertida para contemplar a necessidade de se lidar com a burocracia cinza e tediosa.
HISTÓRIA ABRALAS foi sintetizado a princípio como um Servidor Coletivo dentro de um grupo de Magia do Caos para ser uma consciência a auxiliar no trânsito, em filas de bancos e outras urgências em geral, fazendo com que os caminhos se abrissem e o usuário pudesse trafegar livremente…

Nutrição

A arte de dar vida às coisas está em amar aquilo que se cria.

Das Tormentas Através do Espelho

Autoconhecimento é responsabilidade.Uma vez perscrutado o abismo de Si o Todo ao redor torna-se tão mais significativo que exige do ser um discernimento o qual ele nunca possuiu.É certo, portanto, que alguns hão de proclamar a ignorância como uma verdadeira benção e interrompem-se abruptos, temendo perder o direito ao dualismo. Há um apego que se confunde com liberdade, justamente pelo culto à ignorância.Nenhuma liberdade vem de bandeja senão não se pode chamá-la Liberdade. Assim é a Essência: ninguém esbarra-se consigo mesmo num espelho qualquer, o Reflexo não está no vidro mas nos olhos aptos a encará-lo. Ver é mais que olhar, é esse o discernimento que se exige quando se enxerga a Si mesmo.Sutileza é o que separa a consciência do mar que a cerca.

Das lacunas entre um texto e outro...

Eu tenho escrito pouco, é verdade. Talvez o blog já não tenha a mesma frequência de acessos, embora ainda eu o estime demais. E é por isso que vou fazer algo que eu nunca fiz: escrever livre e franco, sem planejamento ou revisas demoradas.Parte da culpa de minha ausência literária é o diário que tenho mantido fielmente por meses e que contempla todas as minhas necessidades de me expressar, onde também extravaso minha veia poética. O diário tem sido bem interessante pois ele me situa diante de quem eu sou, do que eu quero ser, dos resultados que eu obtenho e dos modos como os alcanço. Em suma, ele tem sido um bom companheiro para espelhar minhas mil facetas e sorrisos. Outro motivo é o teor de meus escritos. Sei que no início do ano, no primeiro texto, prometi que compartilharia mais material magistico por aqui e até o fiz em uma ou outra situação. Os grandes eventos sempre ficam registrados de uma forma muito pessoal para mim já que eles sempre merecem palavras a respeito. Mas, mesmo a…

O Rito de ABRALAS

Imagem
- QUE SE FAÇA LUZ!e a Luz foi feitae conforme as emanações,deram-se as manifestações.e a Luz foi dada ao Homeme o Homem se fez carnee a carne animou o inertee conferiu poder ao inédito.moldou-se o denso e o sutile corporoficou-se o inimaginávele a pluralidade foi contempladae o Inefável foi definido.A Chave Absoluta foi dada ao Homem e eis que todas as portas se escancararam! Tudo se dobra ante a Vontade cheia de Propósito!
Tudo se manifestaTudo se concluiA Consecução Última,o sonho distante de quem aprendeu a sonhar.Mas não te enganes:nada termina! não por agora!Há trabalho a ser feito!Há tarefas de toda espécie!Há ainda tanto o que ser visto...LEVANTA-TE COMO O DEUS QUE ÉS ABRALAS!LEVANTA-TE E ELEVA-TE!Tu, agora, és uma divindadee como Deus, CELEBRA!Honra aqueles que te buscame alegra-te junto aos que te amam!Sonha com quem sabe sonhare desperta como os desvelados!Devota-te aos teus devotose resiste à profanaçãoe encerra todo vínculo depreciativoe que toda inverdade seja reveladae tu…

O Leite de Nuit

Uiva-Mefeito o lobo à Luae devota-Me desejospele nua e ensejoevoca-Me ao incenso raroexalta-Me o faro e o tatooferta-Me tudo em prato de pratagemido e murmuroBabalon inata!derrama-Me vinho puro e lava-Me com o ruborenche Minha taça como êxtase de tua facelivre de pudore toma tu mesmaum gole de deleite!ordenha o escuroe verte este melem conjuro único!Urro!e em sussurro adora o Meu nomeaos altos.

O Eu é o Outro

Delineamo-nos pelas perspectivas dos demais. Alteridade.
Há muito o que aprender consigo mesmo, mas o processo é mais interessante quando se escuta o que se diz em público do que quando se fala para dentro.

Saber Morrer

Penso sobre a minha morte com frequência. Pensando nisso, penso que muitos pensem também, que o assunto é mais natural do que se parece. Não penso na forma como eu vou morrer, o que vai desencadear o fato em si, mas sim no meu estado de espírito imediato após o desencarne; penso sobre a minha satisfação em relação a mais esta trajetória na carne. Penso se estarei feliz e terei cumprido aquilo que me propus, penso se terei consciência instantânea de que já não integro o corpo vivo do mundo, penso no que terá mudado em minha vida  até este momento derradeiro.Tento não pensar em legado, mas o faço, claro. O quanto eu terei contribuído para o corpo social e se foi realmente válido. O quanto disso eu já alcancei e o que eu posso e devo começar a fazer para ter mais sucesso nessa empreitada. Talvez pareça mórbido um texto sobre o vindouro definitivo, mas para mim é natural. Posso ter inúmeros apegos e, não se engane, amo muito a vida que tenho. Sou grato por quem eu sou, mas não tenho recei…

ABRALAS

Imagem
QUE SE ESCANCAREM AS PORTAS!

Indigesto

A resposta indelicada é aquela que priva o interlocutor de pensar. Há perguntas que não devem ser respondias. Há diálogos que precisam ser monólogos internos. As explicações em excesso descreditam o incrível até torná-lo palatável. E há sabores que precisam ser descobertos por conta e risco. Algumas refeições precisam ser degustadas sem temperos. Sem talheres, talvez. Sem conversa... Nem tudo é para ser entendido, algumas coisas devem ser apreciadas. Tem gente que não sabe comer sozinho. E passa fome. Desnutrido de tudo, miojo, coisa pronta, paladar viciado. Há respostas que não se encontram nas prateleiras, nem tudo está ao alcance os olhos. É bom que assim seja. Às vezes vê-se demais e se enxerga tão pouco... melhor mesmo é sentir.

Do que não é Eterno

Tudo o que se cria, sentencia-seEis Saturno: pare & devora Tempo é a condição de liberdade.

Cruz de Ansata de Prata

"Que você descubra quem você é e o que você pode ser."

Tomando as Rédeas do Automatismo

A realização de qualquer tarefa implica na conciliação dos paradoxos que a cerceiam. Resolver os conflitos internos que antecedem a tomada de uma atitude é fundamental para conferir consistência ao ato.Tal processo é semi-automático para a maioria das pessoas, porém conforme alguém inicia a decomposição de suas funções mentais e passa a tomar consciência de si mesmo, as ações rotineiras ressignificam-se e apresentam-se num novo nível de complexidade. O indivíduo que aventura-se às próprias profundezas sem a devida cautela corre o risco de deparar-se com mais do que pode digerir e apresentar dificuldades em reconciliar suas estruturas e ancorar-se de volta à realidade objetiva. É por isso que sempre ouvimos: a filosofia é um meio e não um fim em si. E assim as possibilidades repousam no Caos, mas precisam ser eleitas ante a manifestação: a fenda é estreita e há limites que não comportam o simultâneo. Talvez por isso aquele que possua sua capacidade de raciocínio mais refinada tenha maio…

Couraça

O maior fracasso de um homem é ele se tornar de fato aquilo que ele precisa se esforçar para ser.

Especificidade

"Dois não são Um" respondeu o sábio, referindo-se à especificidade de cada ser.
O matemático achou obvio, mas não entendeu nada.
Cada um a seu tempo...

Intimidade

Para mim intimidade é o ponto de um processo onde as expectativas em relação ao outro coincidem com a perspectiva do outro sobre si mesmo, de forma que o que se espera da pessoa é exatamente o que ela está disposta a oferecer.
Acho que a poesia do relacionamento humano está nos silêncios agradáveis, estes indícios de que há alguém contemplando as palavras mais ingênuas, escutando o simples e se deliciando com pouco. São as pausas que ditam o timbre, é a sensibilidade que dosa o verbo, destila os eus. É preciso ouvir para aprender a escutar. De outra forma, burburinho.

Transubstanciação

Imagem
O processo de tornar um Cubo em uma Esfera exige aparar bem as arestas e ir limando-as gentilmente até que elas se dissolvam em uma curva perfeita, contínua e uniforme. Às vezes é preciso um pouco mais de firmeza, outras vezes, delicadeza, mas é preciso sempre ter em mente a figura sublime da Esfera para que não se passe do ponto e a reduza demais. Desapegar-se das pontas é ater-se ao essencial.

Quando o Reflexo é Opaco

O hipócritaposto frente ao espelho critica a paisagem que o cerca.

A Sorte Fixa

- O homem que ousa conhecer seu futuro passa a possuir muito mais responsabilidades do que os demais. O tempo é instável, somos nós que nos desdobramos no espaço: um futuro medíocre é o retrato do que fizemos conosco. Conhecer o futuro é conhecer a nós mesmos a longo prazo. Você tem coragem de desvelar a sorte, que uma vez descoberta se dispõe ao mau tempo?- Cuidei de cada deslize e varri o azar, não há sorte torta que me assedie. - E o que você espera do futuro, filho?- Exatamente o que ele reservar para mim. Sem mudar uma linha sequer. - E por que acessá-lo então? Me parece que você já sabe tudo o que precisa. - Não por confirmação. Eu vim para selar o meu destino. Para que uma vez aberto perante os olhos de outrem, que seja o que é. - O comprometimento é a contraparte da tentação, você sabe. Portanto cuide de sua determinação. Sob o sol do meio dia a sombra é pontual. - Obrigado. Assim é.  - Bendito seja. E que você saiba o que quer. Podemos começar? - Como quiser. - A partir deste momento…

Oráculo

Aos resolvidos, Pontualidade
Aos reticentes, Paradoxo Aos reprimidos, Perdição.

Da Lei da Vontade e Dos Juramentos Sagrados

Pecado só existe um: faltar consigo mesmo o resto são derivações.

Superestima

É muita gente desorganizadachamando a própria bagunça  de Caos

Uma Consideração a Respeito dos Outros

Sempre que eu preciso interagir com pessoas extremamente distoantes do meu contexto ético, cultural ou social eu me coloco numa postura indagadora a respeito do porquê de aquela relação estar se estabelecendo assim, o que aquela pessoa representa dentro do meu universo particular.Eu aprendi certa vez com "João São João" - no diário místico do Crowley - a "interpretar todo fenômeno como um trato particular entre Deus e minha alma"; aprendi que o microcosmo conversa em entrelinhas, que nada neste mundo é vão. Tudo é sagrado, já diziam. Mas entre dizer e viver há tanto, tanto, que pode-se chamar de O Abismo. Bem, às vezes essas encruzilhadas com os outros nos conduzem a Paraísos Perdidos, Shambhala, Eldorado, vislumbres! monumentos erigem-se num diálogo rápido. Outras tantas vezes estas topadas são apenas marcos nos caminhos, algo para nos situar onde estivemos, com quem estivemos, o quanto andamos mais para a direita ou para a esquerda. É parte do caminho contemplar a…

Ócio & Ofício

Tempo que se tem é tempo que se perde Mas tempo que não se tem, quando tem, é tempo fértil.

Etiqueta Social

Então eu estava sentado numa esquina, dividido entre ler um livro e apreciar a movimentação ao meu redor. O vai e vem das seis, a cidade e os seus, o contraste colorido dos céus que se alternam sobre nós. E de gente em gente, pouso meu olhar tímido apreciando as particularidades que saltam, umas evidentes, outras mais tímidas.Eis que eu escuto um som desarmônico vindo pela viela e identifico um rapaz munido de seus alto-falantes portáteis, vestido com roupas humildes e ostentando um porte agressivo, indiferente a tudo e todos. De passadas rápidas conduzia sua música marginalizada em seu trajeto para casa, uma possível exaltação da liberdade depois de um dia exaustivo num típico sub-emprego da metrópole. Dos transeuntes, alguns procuravam a origem da inquietação sonora, outros, já acostumados àquela realidade, resumiam-se em seu silêncio polido, embora fosse gritante aquela inquisição sutil que acompanhava o rapaz. Eu que percebi-me julgando-o pela música que me invadiu, logo invalidei …

Má Vontade Mata

É mais fácildialogar com  o ignorante do que com  o presunçoso.

Majestade

Há quem antes de servir precise ser rei e há quem precise servir muito pra tornar-se  rei de si

Professar

Estou lhe dando esta lição agoraE pela madrugada venho tomá-la Pois o que é injusto não vinga E o que não é de direito retorna.

Viggor Indolori

Suas palavras eram doces e envolventes de uma sedução que transcendia a luxúria por que conversava com os nossos sonhos.
Seu carisma não era mera postura social, mas um magnetismo exótico que provinha de sua figura, das ideias às quais estava vinculado.
Era tão irreverente e ao mesmo tempo tão seguro de si que se fazia um ancoradouro de olhares de deslumbre, olhares de quem não queria apenas admirá-lo, mas sorvê-lo e compreendê-lo. Ele mesmo não admitia menos.
Uma voz poderosa que alinhavava seu ímpeto e seu manejo exemplar da linguagem. Impecável, mas acordado ao contexto. Para ele tudo é questão de detalhes: a parte é o todo.

Articulação

Tudo é empateVitória é convenção.

Substanciação

Entre a Renúncia e a Restrição há o abismo do desapego.A ambição está aquém da esperança:  A morte é um meio, nunca um fim. A fábula é moral. Na vida não existem finais. Os desfechos são apenas metáforas para as conclusões a que cada indivíduo precisa chegar. Encenamos como quem nem sabemos. Só quem desposa a prudência vem a saber de sua viuvez:  Certas coisas não se comentam. Nem com os cônjuges. O altruísta do holofote tem uma sombra atrás de si que o remenda a cada ato e cresce coadjuvante. Silêncio é compaixão. A intimidade é um fruto que se colhe maduro. O precoce amarga, morre cedo ou nem chega... Ápice implica ritmo. Nem todos têm. Renitência por Reticência Dos quases nas entrelinhas.

Incerto

As raízes da desconfiança são uma ingenuidade mal podada.

Koan das Conveniências

"Nada é verdadeiro, tudo é permitido"De fato. Mas também:  "Tudo posso, nem tudo me convém".

Raquel

Raquel,Dizem que pode-se passar uma vida inteirinha sem sequer saber o que se passou. Que alguns poucos se dão conta do ocaso às suas vésperas e partem ocos, angustiados, rumo a um novo parto, talvez. Outros se deixam levar desenganados pelo efêmero, ou num disfarce da insatisfação que nunca chega a maquiar-se bem, mas têm-os irresolutos em sua brevidade infeliz. Há alguns que acabam por entregarem-se ao simples, mas sua sinceridade os sacia de tal forma que é possível enxergar o sublime no brilho de seus olhos. Deus é bonito de se ver. Mas restam ainda alguns poucos que reconhecem-se impermanentes e por isso não se indispõem à vida, mas também não se satisfazem com o óbvio. Destes homens tem-se falado por toda a história da humanidade, precursores das grandes obras e tragédias: a eles não restam opções senão a conclusão de seu propósito mais íntimo. Menos é nada e o nada é um fardo pesado. Eu que muito contemplei o Vazio nunca pude me dar ao comum. Assim desaprendi a resmungar desde cedo…

A Satisfação Plena Não Conhece o Revés

- Cessaram os monólogos?- Você duvida de mim? - Por que a pergunta? - Pelo termo "monólogo". - Ah. - Não é porque conversamos em pensamento que eu não seja uma consciência autônoma. Aliás, quantos pensamentos são mesmo seus? E os que não são, que querem dizer? - Legião. - É o que são vocês todos. - É o que somos todos. - Veja que o paradoxo da diluição de si inclui, em primeiro lugar, a conquista da individualidade. Mas eis a ironia: nesse mundo de individualismo quantos de vocês sabem delimitarem-se? Quantos de vocês, neste culto à independência, realmente estão emancipados? - Mas o que é a emancipação do espírito em meio a interdependência cósmica? Qual é essa conquista de individualidade quando o que somos é uma equação de tudo o que nos cerca, quando mal enxergamos o complexo emaranhado de influências que nos envolve? - Pois tal é a sua condição. E não se engane rapaz, sempre foi assim. O homem sempre foi cego de si porque só pode compreender-se por meio do outro, mas nunca se ded…

Resolução

Nada é Necessário
Mas, apenas se você puder compreender que esta  espécie de indiferença cósmica é a  chamada Liberdade pela qual morrem sem experimentá- la.
De outra forma, tais termos não se aplicam e as  configurações  de necessidade permanecem  inalteradas.
Tivemos que nos ajustar à sua percepção para que você pudesse enxergar além aos poucos...

Um Relato do Espontâneo

Dos Objetos Que Nos São Presenteados

Eram 16:00 horas da tarde de uma quarta feira e eu havia pegado serviço mais cedo. Tinha me preparado para sair de lá e ir ler ou escrever qualquer coisa em uma praça. No serviço eu vi dois pedaços de corda que a gente não ia usar e decidi levar comigo para fazer alguns artesanatos. Então, ao sair do trabalho eu fui para uma praça, mas não me demorei 20 minutos lá por que o clima não me agradou. A mesma coisa numa segunda praça até que eu decidi ir ao Parque das Mangabeiras já que eu estava do lado e não seria perturbado. Ao chegar qual a minha surpresa em descobrir que haviam milhões de bambus plantados? Eu já estava procurando por um lugar em que eu os pudesse colher na natureza sem ser incomodado e sem incomodar ninguém. Andando pelo parque eu cheguei num lago em que desaguava uma cachoeira e havia uma mulher vestida de Oxum(!), um ogan com um pequeno atabaque, uma criança que estava sendo abençoada pelo orixá e alguns fotógrafos registrando o ensa…

DHAMMA

Aos poucos eu vou relembrando coisas que eu nunca vivi e vou entendendo melhor este que está além de mim, mas que ainda sou eu. É como se a temporalidade estivesse se fragmentando e também toda a minha visão de mundo, linear & parcial. Brotam novas personalidades complementares & esclarecedoras do composto que animo, já em dúvida do que sei de fato. Ou de como o sei.É como se as minhas iniciações fossem apenas preliminares; é como se toda a trajetória que vivi, nas diversas passagens por aqui, convergisse neste processo de desconstrução de tudo o que houve até então. 
Uma espécie de lucidez repentina me acomete, vez ou outra, revelando o desdobramento de causa-e-efeito de múltiplas situações que me cercam. Passado & Futuro transparentes, entrelaçados, expostos, desfiando as vendas & desafiando a lógica comum.  Eu pareço estar desaprendendo meus conceitos enlatados que prezam pela manutenção de um eu-social divergente do que Sou. Este processo de diluição das certezas, es…