Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2017

O tempo como desculpa universal

- Como andam os escritos?- Ando meio sem tempo...- Sem tempo? É uma daquelas desculpas universais, não é?- É...- Eu fico pensando quando exatamente passamos a nos deixar controlar pelo relógio.- Acho que foi no momento em que convimos que uma jornada de trabalho deveria ter um tempo mínimo. Desde então se tornaram preciosas as horas restantes...- Preciosas não, que nem as percebemos. Mas as tratamos como se fossem para não nos obrigar a nada que nos exija esforço.- É uma boa desculpa, não é?- O quê?- O tempo.- Ah sim. E é incrível que seja tão convincente...- Afinal quem tem tempo?- Mas me diga: por que você parou de escrever?- Não é que eu tenha parado, eu apenas diminuí o ritmo.- Por quê?- Eu me disse que era porque eu vinha mantendo um diário regularmente e por lá eu transbordava sem lirismos... a verdade é que eu andei meio displicente comigo mesmo. Quer dizer, eu sinto falta destes bancos, das conversas, do ambiente...- Você é sempre bem vindo.- Eu me sinto como se fosse.- Pois e…

O Sábio Apazigua o Jardim

Pensotanto que tenciono-mealongo-me em reticênciasque nunca se tornam palavrasmesclam e embrulham-se mudasfazendo este embaraço que aqui escarro:*!
Ai, que se eu tivesse a minha idadeo meu talento, a minha sabedoria,eu não me preocupava tantoaliás, eu não me preocupariacom nada absolutamente.Se eu tivesse visto o que eu vivivido o que vivi, enfim, nem aqui cabe.A tolice dos jovens é um direitocaro, porém inalienável.Portanto fica assim, só esse conselho: tudo é perfeito.

Cerimônia Rodrigo & Raquel

Faze o que Tu Queres Há de ser o Todo da LeiO Amor é a Lei, Amor sob Vontade
Amor este que é incondicional, ou seja, que não se condiciona, que não se define por meio das situações e por isso é constante. E sendo constante, transcende qualquer limite, por que É o que É, e não qualquer outra coisa. Amor, com letra maiúscula, abrange todos os seres, todas as situações, todas as experiências, já que sob sua ótica não há qualquer adversidade, não há oposição, não há inimizade, tudo está em comunhão! E ao Amor só cumpre sua natureza última: amar.
Amar não é um desafio, é um privilégio! A capacidade de amar é inerente a todo e qualquer ser humano! E quando falamos de Amor, falamos do que é Vasto, do que transborda, da substância que é capaz de abranger a tudo, desde os mais simples ou complicados eventos do cotidiano até as cerimônias mais sublimes que nos despertam os sentidos e elevam o nosso espírito!
Carlos Drummond de Andrade diz que "Amar se aprende Amando" e é incrível como um…

Perceber é Apreciar

Acariciamos o mundo e mal nos damos conta.Mas quando damos, extasiamos.