terça-feira, 29 de setembro de 2015

Dos prazeres do Propósito


Interessa-me capacitar as pessoas.
Interessa-me a expansão consciencial alheia, a participação neste processo, o compartilhamento das informações & dos conhecimentos.
Interessa-me estar presente em meio àqueles que trilham a sua evolução, o caminho da empatia, a coleção de percepções distintas. 
Todo ato de desapego é uma revolução interna; toda pequena iluminação clareia o mundo um pouco.
Fazer parte de um ciclo de pessoas que buscam o auto-aperfeiçoamento nos diversos âmbitos de suas vidas é a utopia pela qual tenho vivido desde que me entendo por gente. E esta autonomia é a proposta política mais lúcida da qual eu já participei. 
A reorganização interna é a emancipação do indivíduo. A manutenção de seu microcosmo exige uma tomada de responsabilidades inédita, mas a recompensa por isso são estados de consciência extáticos, também nunca vistos, incomparáveis & intransferíveis.
O que me interessa é uma rede de pequenos universos em dilatação; essa progressão paleolítica e, paralelamente, pós-moderna, de fundir tudo o que é útil na auto-experimentação, labirinto à transcendência. Essa convergência de ideias & ideais, estes cosmos comunicantes, todo & cada contato com quem quer que seja que esteja na senda da Arte embevece-me a alma & traz-me para mais junto do que eu chamo de Nós.
É disso que eu estou falando.

quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Entre Espelhos


Três por que não era de extremos
Deus é ímpar
E o infinito é tudo mais um.

O indefinido intimida por que carece aos homens sua classificação dicotômica do terceiro.

terça-feira, 15 de setembro de 2015

Reflexo Reto



Não convém que outros aceitem nossas verdades.
Quando dois partilham da mesma crença, um está enganado.
A compreensão é par.

terça-feira, 1 de setembro de 2015

Dos defeitos da integridade


Nunca tive jeito com plantas.
A vida inteira eu carrego uma foice
e nunca nem me dei conta.




Eu prometo ser menos exigente daqui para frente, sem no entanto me tornar rarefeito.