sábado, 23 de setembro de 2017

O Tino Mágico

 As vezes a ignorância assume tais proporções que se torna indelicada. 

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Tetragrammaton


Quem menos tempo tem

menos tempo tem.

A insatisfação é viciosa.


Sobriedade é atenção plena:

onde está sua consciência 

neste exato instante? 


Qualquer hipótese é embriaguez.

O pensamento é um delírio,

no máximo acerca-se de reflexos...


A resposta é desimportante,

o relevante é a firmeza da fala

tal como o tom de um Mestre Zen.


Leva-se tempo para se ter tempo

Eis a obra da percepção.

- há mais entrelinhas do que linhas.


É o não-dito a morada da Essência

(                                                          )

Assim, não a palavra, mas o som.


quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Prioridades


Os avôs levam as crianças à escola

Nesse mundo de pais sem tempo

Estes são os ecos da eternidade.

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

O tempo como desculpa universal


- Como andam os escritos?

- Ando meio sem tempo...

- Sem tempo? É uma daquelas desculpas universais, não é?

- É...

- Eu fico pensando quando exatamente passamos a nos deixar controlar pelo relógio.

- Acho que foi no momento em que convimos que uma jornada de trabalho deveria ter um tempo mínimo. Desde então se tornaram preciosas as horas restantes...

- Preciosas não, que nem as percebemos. Mas as tratamos como se fossem para não nos obrigar a nada que nos exija esforço.

- É uma boa desculpa, não é?

- O quê?

- O tempo.

- Ah sim. E é incrível que seja tão convincente...

- Afinal quem tem tempo?

- Mas me diga: por que você parou de escrever?

- Não é que eu tenha parado, eu apenas diminuí o ritmo.

- Por quê?

- Eu me disse que era porque eu vinha mantendo um diário regularmente e por lá eu transbordava sem lirismos... a verdade é que eu andei meio displicente comigo mesmo. Quer dizer, eu sinto falta destes bancos, das conversas, do ambiente...

- Você é sempre bem vindo.

- Eu me sinto como se fosse.

- Pois eu te espero aqui amanhã, ok?

- E se eu não conseguir?

- Eu vou te esperar.


domingo, 20 de agosto de 2017

O Sábio Apazigua o Jardim


Penso

tanto que tenciono-me

alongo-me em reticências

que nunca se tornam palavras

mesclam e embrulham-se mudas

fazendo este embaraço que aqui 

escarro:

*!


Ai, 

que se eu tivesse a minha idade

o meu talento, a minha sabedoria,

eu não me preocupava tanto

aliás, eu não me preocuparia

com nada absolutamente.

Se eu tivesse visto o que eu vi

vivido o que vivi, enfim, 

nem aqui cabe.

A tolice dos jovens é um direito

caro, porém inalienável.

Portanto fica assim, 

só esse conselho: tudo é perfeito.


Cerimônia Rodrigo & Raquel

Faze o que Tu Queres Há de ser o Todo da Lei

O Amor é a Lei, Amor sob Vontade


Amor este que é incondicional, ou seja, que não se condiciona, que não se define por meio das situações e por isso é constante. E sendo constante, transcende qualquer limite, por que É o que É, e não qualquer outra coisa. Amor, com letra maiúscula, abrange todos os seres, todas as situações, todas as experiências, já que sob sua ótica não há qualquer adversidade, não há oposição, não há inimizade, tudo está em comunhão! E ao Amor só cumpre sua natureza última: amar.


Amar não é um desafio, é um privilégio! A capacidade de amar é inerente a todo e qualquer ser humano! E quando falamos de Amor, falamos do que é Vasto, do que transborda, da substância que é capaz de abranger a tudo, desde os mais simples ou complicados eventos do cotidiano até as cerimônias mais sublimes que nos despertam os sentidos e elevam o nosso espírito!


Carlos Drummond de Andrade diz que "Amar se aprende Amando" e é incrível como uma frase tão curta sintetiza toda a essência do Amor! Pois o Amor é o aprendizado e para que aprendamos qualquer coisa precisamos ser voluntariosos, estar dispostos, abertos, não à informação apenas, mas ao outro. Todo aprendizado exige um vínculo emocional e talvez o tempo torne difícil aprender coisas novas por que talvez, de alguma forma, compliquemos o Amor. Este é um convite para nos descomplicar!


Amor sob Vontade! Pois também o Amor deve estar em conformidade com o Propósito Maior. “Que seja feita a Vossa Vontade, Assim na Terra como no Céu”. E é Deus, como entendemos, Quem designa a cada ser o seu propósito íntimo, a sua Verdadeira Vontade, aquilo que ao perseguirmos e executarmos ao longo de nossa vida faz a nossa Essência brilhar. É como nos diz um livro de infinita sabedoria: “Todo homem e toda mulher é uma estrela”, e quando uma estrela está em sua trajetória perfeita, nenhum outro astro colide ou se interpõe em sua rota e ela cintila e reluz mais forte.


Rodrigo soube amar Raquel desde o primeiro dia em que a conheceu. E Raquel viu em Rodrigo algo inexplicável, diferente de tudo o que ela já tinha visto. Mas, para além do deslumbre, o reconhecimento, tantas eram as semelhanças que possuíam. É a afinidade que dita o ritmo dos relacionamentos e é o respeito que o consolida. No final das contas trata-se da diplomacia de dois infinitos em comunhão e é como se diz: “Não há laço que possa unir os divididos senão o amor”.


É o respeito que nos permite preservar a individualidade do outro para que cada um possa cumprir a sua Verdadeira Vontade com a amplitude de suas particularidades sagradas. A preciosidade está nos detalhes, pois o que parece inócuo para um pode ser um tesouro para o outro e é a compreensão que dá as dimensões de quão vasto o mínimo pode ser. Compreender é expressar simultaneamente sabedoria e amabilidade. Quando somos capazes de enxergar o sagrado também nos contrastes transcendemos os limites de nossa zona de conforto. Assim passamos a conviver em harmonia com tudo o que nos cerca. É assim que aprendemos a Amar.


Rodrigo e Raquel, que o Amor de vocês não conheça restrições! Que unidos vocês possam ser ainda mais radiantes e felizes e que possam iluminar um ao outro sempre. Não há adversidades para aqueles que encontram em cada vírgula de cada frase uma nova oportunidade para a compreensão. Assim, que vocês possam aprender a amar amando!


Amor é a Lei, Amor sob Vontade!


12/08/2017

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Perceber é Apreciar

Acariciamos o mundo e mal nos damos conta.
Mas quando damos, extasiamos.

sexta-feira, 28 de julho de 2017

Das Frustrações da Mulher Invejosa

A imaturidade anda de mãos dadas com a autocomiseração.

O ser que mima a si mesmo é permissivo em sua ignorância.

Assim, é insuportável a visão de seu reflexo torto: o mínimo vislumbre de sua frustração resulta na indisposição com o espelho!

O injustiçado, sempre injustiçado, crucifica os outros em busca de legitimar sua lamúria.

Mas quão extensa é sua sombra? Parece sempre vagar ao ocaso, pálido e trêmulo, receoso de encarar-se de frente e descobrir-se o quão pequeno.

Mais vale que tenha mesmo pena de si.

sexta-feira, 21 de julho de 2017

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Conto do Apego

Se o capitão permanecer ao leme

Durante toda a viagem

É certo que o navio naufrague.