Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2016

Das lacunas entre um texto e outro...

Eu tenho escrito pouco, é verdade. Talvez o blog já não tenha a mesma frequência de acessos, embora ainda eu o estime demais. E é por isso que vou fazer algo que eu nunca fiz: escrever livre e franco, sem planejamento ou revisas demoradas.Parte da culpa de minha ausência literária é o diário que tenho mantido fielmente por meses e que contempla todas as minhas necessidades de me expressar, onde também extravaso minha veia poética. O diário tem sido bem interessante pois ele me situa diante de quem eu sou, do que eu quero ser, dos resultados que eu obtenho e dos modos como os alcanço. Em suma, ele tem sido um bom companheiro para espelhar minhas mil facetas e sorrisos. Outro motivo é o teor de meus escritos. Sei que no início do ano, no primeiro texto, prometi que compartilharia mais material magistico por aqui e até o fiz em uma ou outra situação. Os grandes eventos sempre ficam registrados de uma forma muito pessoal para mim já que eles sempre merecem palavras a respeito. Mas, mesmo a…

O Rito de ABRALAS

Imagem
- QUE SE FAÇA LUZ!e a Luz foi feitae conforme as emanações,deram-se as manifestações.e a Luz foi dada ao Homeme o Homem se fez carnee a carne animou o inertee conferiu poder ao inédito.moldou-se o denso e o sutile corporoficou-se o inimaginávele a pluralidade foi contempladae o Inefável foi definido.A Chave Absoluta foi dada ao Homem e eis que todas as portas se escancararam! Tudo se dobra ante a Vontade cheia de Propósito!
Tudo se manifestaTudo se concluiA Consecução Última,o sonho distante de quem aprendeu a sonhar.Mas não te enganes:nada termina! não por agora!Há trabalho a ser feito!Há tarefas de toda espécie!Há ainda tanto o que ser visto...LEVANTA-TE COMO O DEUS QUE ÉS ABRALAS!LEVANTA-TE E ELEVA-TE!Tu, agora, és uma divindadee como Deus, CELEBRA!Honra aqueles que te buscame alegra-te junto aos que te amam!Sonha com quem sabe sonhare desperta como os desvelados!Devota-te aos teus devotose resiste à profanaçãoe encerra todo vínculo depreciativoe que toda inverdade seja reveladae tu…

O Leite de Nuit

Uiva-Mefeito o lobo à Luae devota-Me desejospele nua e ensejoevoca-Me ao incenso raroexalta-Me o faro e o tatooferta-Me tudo em prato de pratagemido e murmuroBabalon inata!derrama-Me vinho puro e lava-Me com o ruborenche Minha taça como êxtase de tua facelivre de pudore toma tu mesmaum gole de deleite!ordenha o escuroe verte este melem conjuro único!Urro!e em sussurro adora o Meu nomeaos altos.

O Eu é o Outro

Delineamo-nos pelas perspectivas dos demais. Alteridade.
Há muito o que aprender consigo mesmo, mas o processo é mais interessante quando se escuta o que se diz em público do que quando se fala para dentro.