quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Das Tormentas Através do Espelho


Autoconhecimento é responsabilidade.

Uma vez perscrutado o abismo de Si o Todo ao redor torna-se tão mais significativo que exige do ser um discernimento o qual ele nunca possuiu.

É certo, portanto, que alguns hão de proclamar a ignorância como uma verdadeira benção e interrompem-se abruptos, temendo perder o direito ao dualismo. Há um apego que se confunde com liberdade, justamente pelo culto à ignorância.

Nenhuma liberdade vem de bandeja senão não se pode chamá-la Liberdade. Assim é a Essência: ninguém esbarra-se consigo mesmo num espelho qualquer, o Reflexo não está no vidro mas nos olhos aptos a encará-lo. Ver é mais que olhar, é esse o discernimento que se exige quando se enxerga a Si mesmo.

Sutileza é o que separa a consciência do mar que a cerca. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários?