sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Costelas IV


Sereno severo silêncio
Alento à alma
Saúdo à calma e me sento
Sagrado sortimento
Qual amálgama!

Prefiro aos tons pasteis
Romances em papéis
Capa dura, coração mole
Emoções são montanhas russas
Relacionamentos são carrosséis

Sou um parque de diversões fechado
Em um porquê de dimensões extensas
Cordas tensas, coração calado
Desfruto meu manjar, alheia aos pecados,
Faço jus à minha crença

Sou esfinge e sou quimera
Sou Bela e Fera sem bula
Adula & Venera:
"Decifra-me ou devoro-te!"

Eis a GULA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários?