Borrão


Caem os cílios, a tinta, a água
A mágoa permanece, não verte
O silêncio é ouro.
Mas também é prata barata,
Ou menos.

O absurdo é tudo em estantes
Mudos instantes
Mundos distantes
Antes
Depois.

A eternidade é curta
Se bem que
Inédita.
Pois
É.

Comentários

Postar um comentário

Comentários?

Postagens mais visitadas deste blog

ABRALAS

Transição