quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Tecido


De começos e tropeços a fins de fios mais espessos e entrelaçados.
O destino é uma bola felpuda, quase indecifrável, que pede delicadeza em seu manuseio para não se perder o fio da meada. Quem quer partir uma linha, iniciar uma rinha consigo?
Os fins até justificam os meios, mas quem vive de justificativas? A moral não cede à oratória, mesmo à de argumentos floreados e recheados, como uma persuasão intimista, invasiva.

Ter-se ao tecer: que sejamos maiores que o descuido.

Um comentário:

Comentários?