quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Os Outros

Dizeis-me incompreensível
Ó, não achais que este é um privilégio apenas teu!
Não me entender é muito fácil:
Exige apenas um punhado de conformismo
E a ausência de empatia.

Viver para si é honrado
Mas, por vezes,
Resulta em indelicadeza.
E é preciso ser delicado para apreciar-se.

Entender-me, porém, também não é vantagem.
É pressuposta a liberdade que os arrogantes acham que detém
E liberdade diz respeito a uma profundeza de espírito tão aquém do mundo
Que diz muito sobre incompreensão.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários?