Fome de Algo Mais



Se poesia enxesse barriga, enxia bem mais que isso!
O peito cheio, de orgulho mesmo!, de ler em voz alta os versos escolhidos!
Mas, pelo contrário, a mais nua vergonha!
E não é vergonha estar nu!
Vergonha é estar disperso:
PERDEU A OPORTUNIDADE DE FICAR CALADO, RAPAZ!
E agora perdeu a frase anterior!
E só se faz mais BURRO, BURRO, BURRO!
BURRO!
E vai xingar o prefeito, cantar uns raps, fazer-nos rir!
Eu não sei o que tá na moda por aí...
Eu sei que o respeito tá em baixa!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ABRALAS

Transição