sábado, 31 de março de 2012

Lapso

O Sereno tocou-me & fez-se inquisitório.
Em uma redenção atemporal dispus-me à ele, com pensamentos colocados em cheque: imóveis & adiados. Suspensos.
Palavras caladas num susto que se prolonga doloroso. Assim supera-se uma noção vaga & virtual, nunca experimentada de fato, do Silêncio.

O Vazio é Pleno.

O êxtase da mente inabalável  é contagiante & o corpo reencontra-se capaz. A conciliação com o TODO, casamento de semelhantes, este incesto transcedental que refuta qualquer crítica feita à questão do instinto.
E é inerente ao Iluminado a “indescritibilidade”!

Restam, então, esforços vãos de um autor frustrado:
Para tanto, minhas palavras necessitariam ser lacunas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários?