Taças Trincadas


Sobrou vinho.
O bastante para levá-lo de volta ao ápice da noite anterior.
Até então a alegria existia e com mais dois goles poderia ser obtida. Era sempre essa dosagem: dois goles.
Que com um se aproxima e no segundo vêm à tona. Porém, em pares de dose a garrafa ia se acabando.

Sobrou vinho. Quase que planejado.
O suficiente para embranquecer as lembranças.
Quão frustrante seria saber que passara alguns quartos de hora a desvendar a madrugada passada?
E para quê? Se não há memória, não há pesar.
Emoções injustificadas devem ser afogadas. Guarde apenas as rolhas consigo.

Comentários

  1. Tô pra te falar há tempos que sou frequentadora assídua deste blog xD Sempre procurando alguma postagem nova, pois adoro teus textos. E tua continuação foi excelente :)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comentários?

Postagens mais visitadas deste blog

ABRALAS

Transição