quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Mais

Eu quero é mais! Eu não quero pedaços, nem aquela superfície exposta ao mundo, ou seus dados de interação social. Eu não quero ser um turista na frente da vitrine vidrada. Eu quero atravessar as fronteiras, ir no íntimo, sentir o que há para ser sentido. Eu quero provocar, desarmar, fascinar.
Chega de desculpas esfarrapadas, termos mal interpretados, indiferença nomeada de desapego. Chega de saber pouco de muito, chega de coleções intermináveis de quebra-cabeças incompletos, e de livros adquiridos e nunca lidos.
*
Eu não quero semi-conhecidos. Nem romances que durem uma única noite. Eu já estou farto de percorrer estes caminhos comuns, mediocridade sem limites. E que me limita. Eu quero é te vasculhar por completa por que você, simplesmente, me intriga. Eu não estou interessado em nenhum dos cento e cinqüenta canais da tevê a cabo, mas sim em cada um dos seus pensamentos, na diversidade dos sorrisos que você esboça quando eu sussurro o que você quer ouvir. E quero saber também dos sorrisos que você força quando eu digo o que você não quer ouvir. E eu não quero te testar, eu quero te sentir! Eu estou interessado na forma como suas mãos criam gestos novos enquanto você me dirige a palavra, na cor da toalha que você vai usar depois do banho de hoje e no modo como você vai atender o telefone às 19:43. Mas eu quero saber das toalhas e dos telefonemas de amanhã também e vou prestar atenção nestes detalhes, ainda que eu não diga nada. Eu me distraio contigo, mesmo estando tão ocupado em te captar. E fico leve, leve, leve. E mesmo que chamem-me obsessivo, eu respondo que a inveja é não ter sido tomado do que nos abate. Só assim para aprender a amar amando!

2 comentários:

  1. Dios mío, fazendo isso: perguntar quantos irmaos tem, qual é o nome deles, se os pais sao juntos ou separados, se morde tampa de caneta, qual é a cor da calcinha, trauma de infancia, quantos dentes a pessoa tem, o formato das unhas dos pés, se teve apendicite, catapora, caxumba, sarampo, o que faz no fim de semana, lista de cinco sabores de pizza mais gostosos, se as gavetas sao uma bagunca, se odiava matemática, se gosta de mensagem na caixa de voz do celular. Enfim. Entendo. desmembramentos sao deliciosos de inesgotáveis.

    ResponderExcluir

Comentários?