sábado, 1 de agosto de 2009

Tédio

Eu vejo essas pessoas que carecem de atenção. Elas me cercam e me pedem um momento para satisfazerem sua necessidade de fuga: nenhuma delas consegue se suportar.
Elas precisam de algum barulho para preencher o vazio que seria ocupado pelo peso de sua consciência; imploram por minha voz, pois não conseguem ficar sozinhas consigo próprias, não conhecem sua companhia e são tímidas para se aproximar, então vivem em tédio.
O tédio nada mais é do que a falta de capacidade de se distrair consigo próprio, enfim, é a prova de que você se reconhece insuportável.
A partir disso eu te desafio a me provar que estarei melhor em sua companhia do que comigo mesmo, afinal, demora-se muito tempo para perceber que a solidão há de ser conquistada com cautela e não é qualquer idiota que pode roubá-la de mim e desperdiçá-la com um espaço a ser ocupado por um corpo vazio e meu silêncio quebrado por palavras preenchidas de frustração.

3 comentários:

Comentários?